• Notícias
  • Câmara da Primeira Capital institui Outubro Rosa e Plano de Educação Ambiental
Câmara da Primeira Capital institui Outubro Rosa e Plano de Educação Ambiental
Publicado em: 19/09/2017 ás 17:41:00 Autor: Mira Jornal Fonte: Mira Jornal

Falta de medicamentos foi debatida pelos vereadores

Mais duas sessões foram realizadas na noite desta segunda-feira, 18, na Câmara Municipal de Miracema do Tocantins, quando foram aprovados os Projetos de Lei que institui o programa Outubro Rosa e o Plano Municipal de Educação Ambiental. Na oportunidade aconteceu um debate sobre a denuncia de falta de medicamentos nos postos de saúde, feita pelo vereador Dr. Ricardo, que acumula a direção clinica do Hospital de Referencia de Miracema (HRM).

Convocado pela Casa de Leis do município, o secretário municipal de Saúde, Julimar Benjamim, através de ofício, adiou para o próximo dia 25 a sua participação na tribuna Livre da Câmara, para informar a situação da Saúde e a questionada falta de medicamentos.

Mesmo assim, o tema foi debatido pelos vereadores provocando discussões acirradas, mas devidamente controladas pelo presidente Edilson Tavares/PMDB, culminando com pedidos de desculpas pelos parlamentares mais exaltados.
O próprio denunciante, Dr. Ricardo/PSD, explicou que a União repassa para os municípios cerca de 50% dos custos com a Saúde, principalmente para os medicamentos de alta necessidade, mas que a Prefeitura é obrigada a fornecer em contra partida a sua parte.

Por sua vez, o líder do prefeito na Câmara, vereador Natan Fontes/PMDB, informou que a empresa fornecedora dos medicamentos que venceu a licitação, não vem cumprindo os prazos estabelecidos em contrato para suprir as necessidades.

Após algumas intervenções dos pares, Dr. Ricardo observou que no caso do HRM, que atende também pacientes dos municípios circunvizinhos, “eles saem com as receitas médicas nas mãos e procuram os medicamentos aqui mesmo na cidade”, fato que sobrecarrega o fornecimento da cota recebida pela Saúde de Miracema.

Durante sua participação no ‘grande expediente’ o vereador Adilson do Correntinho/PV questionou a suposta falta de medicamentos, indagando se acontece desde o inicio do ano ou se a falta é esporádica e questionou a incompreensão “dos cerca de 200 itens de medicamentos, apenas seis deles são detectadas falta”. O médico/vereador respondeu que são apenas aqueles mais procurados e necessários com remédios para pressão arterial, cardiovasculares, entre outros.

Arrematando o debate, o líder da bancada situacionista informou que a empresa fornecedora dos medicamentos, que é de fora do Estado, assegurou que ainda neste mês de setembro o fornecimento estará regularizado.

O presidente Edilson Tavares, precisou pedir para a assistência não se manifestar durante o debate que chegou a ser bastante caloroso, mas bem intermediado pela presidência.

PEOPOSITURAS

A vereadora Maria Bala/PSL, teve dois Projetos de Lei (PL) de sua autoria, aprovados por unanimidade: PL nº 04/2017 que institui o ‘Outubro Rosa’, justificado pela autora pela necessidade de “alertar e orientar sobre a importância de detecção precoce do câncer de mama e do colo uterino”; e o PL nº 05/2017, que cria o Plano Municipal de Educação Ambiental, justificado pela parlamentar pela “busca de ser um divisor de águas, verdadeiro marco na nossa cidade e município”.
Bala ainda teve aprovados os Requerimentos (308 a 3012) que tratam sobre: Doação de 600 Cestas Básicas, mensais para famílias carentes devidamente cadastradas; Implantação do Casamento Comunitário; Aquisição de uma Van zero km para transporte de pacientes que fazem hemodiálise; Aquisição de Balas de Oxigênio com reservas para pacientes necessitados; e solicita informações sobre os Convênios referentes às emendas parlamentares direcionadas pelo deputado estadual Júnior Evangelista/PSC.

Branquinho do Araras/PT: Requer (304) contratação de um médico Oftalmologista para a Policlínica; e juntamente com o vereador Pedro da Farmácia/PPB, requer (305) providências quanto à fossa séptica na Delegacia de Policia. Além desta co-autoria, Pedro da Farmácia ainda teve aprovado os requerimentos (301-302) que pede urgência na construção ou melhoria na fossa séptica e melhoria na calçada de acesso do HRM.

Adilson do Correntinho/PV – Requereu (298-299) a reforma da ponte sobre o córrego ATL na região da Trindade; e aquisição de fogão industrial e geladeira duplex para a Escola Municipal Francisco Martins Nolêto.
Cirilo Douglas/PPR – Solicita (300) manutenção do aparelho de ar condicionado da sala de fisioterapia na Policlínica.
Irmão Didan/PSB – Teve aprovados os requerimentos (303-306-307) para perfuração de poço semi artesiano na escola do PA Irmão Adelaide; reforma das pontes na região de Santa Luzia.

FALAS

Bala – Defendeu seus requerimentos e pediu informações sobre as emendas do deputado Júnior Evangelista direcionadas ao município e destacou que “Sou do Grupo do deputado Júnior Evangelista, mas estou do lado de Moisés que está fazendo um grande trabalho por Miracema”.
Cirilo – Também ressaltou que é do grupo do deputado Evangelista, mas apóia o prefeito Moisés e informou que esteve com a deputada federal Professora Dorinha/DEM, com quem conseguiu uma emenda de R$ 360 mil para a criação de mais uma UBS (Unidade Básica de Saúde).
Nasci – parabenizou o prefeito Moisés da Sercon pelo trabalho que vem desenvolvendo em Miracema e informou que esteve na Assembleia Legislativa com os deputados, Evangelista, Clayton Cardoso, Luana Ribeiro. Nasci ratificou o pedido da colega sobre informações dobre as emendas do deputado e lamentou a morte anunciada do jornalista Marcelo Resende.
Núbio – Criticou o deputado Evangelista por não participar do dia-a-dia da cidade, “só fez emendas e não procura ajudar solucionar os problemas da cidade que diz representar”, disse.
Natan – justificou a falta de medicamentos, demonstrando uma relação de e-mails cobrando a empresa fornecedora. Informou que as emendas do deputado poderão ser esclarecidas pelo jurídico da Prefeitura, mas que serão utilizadas na reforma das praças Diogo Jardim e Mães Domingas e observou que a construção da piscina na Casa do Idoso foi retirada pelo deputado.
Didan – O vereador ruralista, com formação evangélica, falou sobre seus requerimentos e aconselhou os vereadores que estiveram discutindo de forma deselegante, que pedissem desculpas um ao outro, à assistência, à instituição e demais vereadores.
Pedro – Falou sobre suas proposituras e assegurou que a falta de medicamentos será solucionada.
Branquinho – O 1º secretário da Casa, visivelmente afônico devido a uma infecção na garganta, cedeu o lugar na Mesa Diretora para o 2º secretário Adilson do Correntinho, mas com esforço, agradeceu a presença dos assistentes e justificou sua impossibilidade de fala.

Notícias relacionadas